sábado, 28 de setembro de 2013

Dicas de Livros






Olá pessoal!

Bem, essa categoria "Dicas de Livros" já era pra ter sido inaugurada há bastante tempo aqui no Divã.
Eu estava esperando terminar de ler alguns livros para poder indicar, mas me dei conta de que isso pode demorar um pouquinho (na verdade muito, rs), então resolvi antecipar e estrear nossa tag logo. hehehe...

Bem, eu sou uma pessoa muitooo apaixonada por livros. Eu leio muitooo!!! Meu "HD" (cérebro) já está ficando meio lotado, por isso ele está usando aquele recurso "automático" de apagar antigas informações para incluir novas. rsrs... Brincadeiras à parte, acho que já li tanta coisa, que deveria reler alguns novamente, pois muitos já não me recordo mais com riqueza de informações.

Bem, devido minha formação acadêmica, os livros que me interessam são sobre o comportamento humano. Por essa razão, vocês terão muitas dicas de livros voltados nessa área. Vou procurar não dar sugestão de livro técnico, específico para psicólogos, mas se o fizer vou sinalizar pra vocês, ok?

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Fugindo do trauma emocional

Olá, pessoal!!! Como vão?
Saudade de digitar umas linhas aqui no Divã essa semana. rsrs...
Esses dias foram bem corridos para mim, por isso gostaria de pedir desculpas pela ausência nesses dias que ficamos sem publicações.

Apesar da minha ausência semanal, gostaria de avisar que as ideias de assuntos para posts a serem publicados aqui no blog estão bombando nos meus neurônios.rs. Sempre que surge uma ideia de algum conteúdo novo, eu vou correndo anotar  no bloco de notas do celular, que por sinal, já está ficando com uma lista grandinha. rsrs...

Para vocês terem uma ideia, o tema do nosso post de hoje já está anotado na minha 'agendinha' há mais de um mês. (Sério!). É que eu fui priorizando outros assuntos e esse acabou ficando pra trás.

Portando, 'bora' colocar em dia essas publicações e parar de blá-blá-blá! ;-)
hehehe.
 ____________________________________________________

Há aproximadamente um mês, estava conversando com uma pessoa que me contou a respeito de um personagem em uma das atuais novelas "globais". Na conversa essa pessoa até me fez algumas perguntas sobre a conduta psicológica do personagem Atílio, interpretado pelo ator Luis Melo, questionando se não era "invenção" de autor de novelas, ou se aquele problema realmente existia.

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Enquete

Olá pessoaaal !!!
Como estão?

Então, estou passando para dizer que durante algum tempo vai ficar disponível aqui no blog uma enquete para que eu possa conhecer um pouquinho melhor o perfil dos meus leitores.

É uma simples enquete/pesquisa, onde você só terá que informar o sexo e sua idade aproximada. Só isso.

Está abaixo da minha foto de apresentação, no seu canto direito, página inicial do blog. ok??
Desce um pouquinho com o cursor que você vai encontrar nossa enquete.

Vou divulgar o resultado, assim que tiver um número significativo de votos.

Conto com a participação de todos vocês!

Abração.
Mileni.

sábado, 21 de setembro de 2013

Como controlar a ansiedade




Escrito por Mileni Barros
Psicóloga & Coach
Hipnose Terapêutica

Dizem que vivemos a "era dos ansiosos", isto é, a época das pessoas que constantemente sentem algum tipo de ansiedade. Este estado de viver ansioso é consequência dos avanços do homem contemporâneo: tecnologia, trânsito, sociedade capitalista, consumo, metas, produção, velocidade, tempo, e outros. Adquirimos mais conhecimento, nos tornamos mais modernos, mas em contrapartida nos tornamos reféns das nossas conquistas. 

Estudos mostram que oito em cada dez trabalhadores experimentam algum sintoma de ansiedade ao longo da vida. O ansioso está focado no futuro, por isso surgem as preocupações com situações que poderão acontecer.
A ansiedade está geralmente associada a algum outro conflito emocional, sendo muitas vezes a antecessora de um transtorno maior. É a ansiedade disfuncional que muitas vezes causa transtornos alimentares e de humor, fobias, maus relacionamentos, disfunções sexuais, descontrole emocional, entre outros. Controlar a ansiedade é sem dúvida trazer para si o bem estar físico e mental.


quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Rapidinha no Divã: sobre o Blog

Olá galeraaa!!! Tudo bem com vocês?

Bem, estou passando aqui para pedir aos visitantes e leitores, que tenham um pouquinho mais de paciência com o blog, pois aos poucos ele vai sendo aperfeiçoado. Estou com várias ideias para que nosso Divã fique nota 10! 

Quero incluir nele alguns recursos úteis e que facilitem nossa interação. A grande questão é que não está sendo fácil para mim, pois estou fazendo tudo sozinha-inha. rsrs. E tem muitas coisas sobre configurações que eu ainda não sei alterar.

Mas enfim, quero que o blog tenha uma identidade bem definida. Já passeei pela blogosfera e até agora não encontrei nenhum outro blog/site com a proposta idêntica ao nosso. Achei sim, alguns com temas semelhantes, mas nada dentro daquilo que eu planejo.

Por isso, resolvi fazer algumas alterações sutis. ok? Nada que mude o conteúdo, mas vou melhorar alguns títulos de posts já escritos, e vou ter que reconfigurar funções que antes eu não conhecia. rsrs. Blogueiro novato dá nisso. rsrs. Tenham paciência comigo, pleaseee!!! 
Também decidi que não vou mais publicar o "Momento Humor no Divã", pelo menos não em forma de piadas. Ele deve existir sim, mas com uma outra temática que ainda estou analisando melhor.

Bem amores, acho que é só.  :-)
Aceito novas ideias e feedbacks.

Um beijão para vocês!
;-)

Mileni Barros.

terça-feira, 17 de setembro de 2013

Plasticidade neural e você: tudo a ver!




O que a plasticidade neural tem a ver com você? Isso não é assunto só para neurocientistas e estudiosos do comportamento?  Por que eu devo saber sobre isso?

Quando a gente ouve ou lê essas terminologias, a gente nem dá muito ouvidos porque erroneamente achamos que isso não é um conhecimento importante. A gente logo pensa, "em que eu vou usar essa tal plasticidade neural no meu dia?", e como não sabemos a resposta, não atribuímos importância ao assunto deixando-o de lado. Mas hoje eu quero que entenda o que isso tem a ver com você e a relação que há com nosso comportamento.

Antes de mais nada você precisa saber o que é plasticidade neural:

É a capacidade que o cérebro tem de desenvolver novas conexões (neuronais) a partir de uma experiência, ou um comportamento do indivíduo. Isso quer dizer que o cérebro apresenta uma certa flexibilidade diante de estímulos por ele experimentados, fazendo com que ocorram novas conexões sinápticas entre os neurônios. Isso nos revela que o cérebro não é imutável e por que novos comportamentos são aprendidos.

domingo, 15 de setembro de 2013

Filme Círculo de Fogo e nossas projeções de futuro




Ontem eu fui ao cinema conferir mais uma produção hollywoodiana. rsrs... E assisti ao filme Círculo de Fogo. Trata-se da famosa luta entre o bem e o mal, acrescentado do tema "apocalipse". É um filme muito bom, com muitas cenas de ação. Assisti-lo em 3D deve ser muito mais empolgante. huauauau...

Mas aproveitando o assunto, você sabe o que é esse "Círculo de Fogo" que inspirou o filme?
Círculo de fogo do Pacífico, ou Anel de fogo do Pacífico, é uma área onde há um grande número de terremotos e uma forte atividade vulcânica, localizado no Norte do Oceano Pacífico. O Anel de Fogo do Pacífico tem a forma de ferradura, com 40.000 km de extensão e está associado com uma série quase contínua de trincheiras oceânicas, arcos vulcânicos, e cinturões de vulcões e / ou movimentos de placas tectônicas. O Anel de Fogo do Pacífico tem cerca de 452 vulcões, são os tipos de vulcões mais destruidores chamados de vulcões "assassinos" e é o lar de mais de 75% dos vulcões ativos e latentes do mundo.1
(Fonte Wikipédia. Leia mais aqui)

Mas voltando ao filme em si, acho interessante como temas como esse do fim dos tempos permeiam cada vez mais o imaginário humano. (Recentemente também assisti ao filme Guerra Mundial Z, com Brad Pitt, que fala de uma guerra "viral" que contamina as pessoas, causando transtornos, mortes e caos total).

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Mídia e comportamento

Há algumas semanas eu venho pensando em como publicar essa matéria de forma simples, eficiente e convincente. Falar sobre a influência da mídia (mais especificamente das novelas) sobre o nosso comportamento e atitudes, destas formas que mencionei, é quase um trabalho de ninja (rs), porque sempre tem muito para dizer e a ser explicado e porque falar da mente humana é o mesmo que retratar a complexidade dos indivíduos. E como se não bastasse, eu (essa moça que vos escreve, rs) ainda quero falar sobre isso de maneira simples e convincente. Contudo, ao menos a intenção de INFORMAR eu posso exercer com propriedade.

De qualquer forma, vem comigo, porque o assunto é relevante e somos de alguma forma afetados por ele: A INFLUÊNCIA DA MÍDIA SOBRE O NOSSO COMPORTAMENTO.


terça-feira, 10 de setembro de 2013

Facebook pode ocasionar superficialidade nas relações


Estou passando aqui para deixar para vocês um texto que li em outro site, sobre a influência das redes sociais na nossa maneira de se relacionar e  viver.

Eu já havia falado sobre esse assunto aqui no Divã (leia aqui), mas é sempre bom agregar novas ideias às nossas.

Leiam, pois o conhecimento é uma forma de despertar maior consciência acerca de tudo que nos rodeia.
(A autoria dessa matéria não é minha. No final segue bibliografia).

Mileni

Facebook pode ocasionar falsa felicidade e superficialidade nas relações

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Compulsão por compras

O ato de comprar é um comportamento natural e necessário para os indivíduos. Compramos produtos alimentares, artigos de vestuário, compramos também serviços essenciais ao nosso conforto, entre outras coisas que atendem às nossas necessidades e condições. Mas até aonde nosso ato de comprar é essencial, e até aonde ultrapassa os limites tornando-se uma compulsão?


Responda às seguintes perguntas:
Você compra para se sentir bem? Compra para aliviar um mal-estar ou uma frustração momentânea?
Faz compras do que realmente está precisando?
Compra apenas até aonde seus recursos financeiros permitem?

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Buscando o equilíbrio nas relações afetivas



O texto a seguir é de autoria do médico psiquiatra Flávio Gikovate.




"A maioria dos relacionamentos afetivos e casamentos ocorre entre uma pessoa apaixonada e outra que prefere ser objeto da paixão.*
Enquanto a primeira – mais generosa – oferece, a segunda – mais egoísta – recebe. A mais generosa tem coragem de amar. A egoísta tem medo de sofrer e se protege da dor do amor ao não se abrir demais para a relação.

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

A origem dos conflitos emocionais


Alguns profissionais que estudam a mente e o comportamento humano se indagam se existe alguma outra explicação para a origem dos problemas emocionais, além das razões genéticas e traços característicos de personalidade.

Geralmente, as pessoas não se aprofundam em conhecer os mecanismos mentais e se dão por satisfeitas com os diagnósticos que recebem: estresse,  transtorno do estresse pós-traumático, depressão, transtorno obsessivo-compulsivo, doença psicossomática, entre outros. Mas de fato, o que causou essa série de sintomas que as levaram a tal diagnóstico? Seria somente a genética, o meio social, o fator emocional? Às vezes ficamos refletindo se pode existir uma causa subliminar por trás de toda a sintomatologia que nosso "saber" psíquico nos permite conhecer.

Observando pessoas e ouvindo histórias diferentes, com níveis variados de complexidade, e interpretando opiniões e comportamentos ao longo dos anos de profissão, chegamos a algumas hipóteses para o que seria a origem de pequenos conflitos emocionais que vivenciamos no dia a dia. Devemos considerar as causas multifatoriais existentes, entretanto, nosso foco será apenas uma delas.

A causa primária para os males emocionais e para as feridas da alma, é a FALTA DE AMOR. Ou seja, as pessoas na verdade sofrem por não identificarem o amor que esperavam receber, ou, que julgam merecer daqueles a quem elas têm grande expectativa de amor a ser correspondido.
 


segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Sorrir gera felicidade

Olá pessoas lindasss!!! Como vão?

Bem, eu gosto de deixar aqui alguns estudos ou pesquisas que leio, não só para trazer conhecimento, mas também para que isso passe a ser um diferencial na vida de todos nós. Por isso, hoje eu compartilho com vocês o resumo de um estudo que li, simples e interessante ao mesmo tempo.

Vamos propagar o sorriso!!! Conviver com alguém que constantemente está de cara fechada e rosto carrancudo, rsrs, não é nada agradável. Além de transmitir uma expressão feia, ninguém gosta.

Por um mundo com mais sorrisos contagiantes!
 ;-D 
Abraço, 
Mileni.