domingo, 22 de dezembro de 2013

O momento de ser feliz é AGORA

Olá amores!! Como estão? Animados para o natal?
Pois é, 2014 também já está aí batendo na nossa porta!
E claro, eu não poderia deixar de passar aqui  pra registrar nosso primeiro texto de comemoração de final de ano do blog! O primeiro de muitos! =)




Final de ano é sempre momento para fazermos nossas reflexões acerca do ano que se finda. Gostamos de pensar se foi ou não um ano "bom" para nós. Muitos estão dando graças a Deus que este ano está terminando. Outros trazem à memória as vitórias alcançadas, a saúde estabelecida, os objetivos atingidos. Tem um texto aqui no Divã que pode ajudá-lo nessa reflexão. (Clica AQUI).


Contudo, começamos a enumerar também os alvos que queremos alcançar no próximo ano. Às vezes seu alvo era pra ter sido atingido em 2013, mas por razões adversas não foi e você está transferindo sua meta para o próximo ano.

Mire seu alvo, estabeleça suas metas, proponha objetivos, mas ENQUANTO ISSO, VIVA! Viva bem, com qualidade, viva FELIZ!

Entretanto, muitas pessoas não conseguem ser felizes enquanto aquilo que elas tanto almejam não se realiza. É aquela sensação que muitas pessoas têm de que só irão ser satisfatoriamente felizes quando: 
terminar a faculdade; 
comprar aquele carro dos sonhos;
quando aquele familiar com quem convive mudar o temperamento difícil;
quando casar;
quando encontrar um amor pra vida toda;
comprar a casa própria;
quando ficar rico: "aah, com certeza se eu fosse rico, seria mais feliz...";
quando emagrecer; etc, etc...

Quantas coisas estamos esperando possuir, ou acontecer, para nos sentirmos felizes de "verdade". E com isso caímos numa armadilha emocional que nós mesmos criamos, pois enquanto nosso objetivo não é alcançado nos portamos de maneira insatisfeita. Quando fazemos isso, subordinamos todas as outras áreas da nossa vida ao segundo plano, fazendo com que elas percam seu grau de relevância. Preterimos tudo o que vier depois do nosso tão esperado "desejo realizado". A nossa felicidade não depende do nosso futuro para se tornar uma REALIDADE NO PRESENTE. Ela não precisa de ter carro, casa, roupas de grife, beleza, de nenhum produto cultural do universo humano. A totalidade da sua satisfação e do seu bem estar não devem estar sob a submissão de um único desejo, ou sonho, ainda que este seja realmente importante para a sua vida. É saudável correr atrás dos nossos objetivos e investir neles, mas é pouco prudente não nos importarmos com as outras áreas das nossas vidas que estão dando bons resultados.

Ser feliz não é algo externo a você. Muitas pessoas que não possuem um "carro do ano bacana" também são felizes. A felicidade não está no diploma, na  beleza, na  casa, nas roupas estilosas... A felicidade está dentro de você! É verdade que nossas conquistas promovem bem estar e alegrias momentâneas, mas reduzir a felicidade a bens de consumo é menosprezar sua força interior.  Parece um assunto velho esse, não é? Tenho certeza que esse discurso não é novo pra você. Mas infelizmente, as pessoas não vivem certos conceitos na prática.


Quando eu estava na faculdade um professor levou um vídeo para assistirmos. O vídeo contava a história de um rapaz estrangeiro (não me recordo de qual país ele era) que ganhou um prêmio milionário na loteria. Ele tinha por volta de 28 anos. Você já deve estar aí pensando: "Sortudo! Ah se é comigo!!". Mas aquele jovem do vídeo teve uma experiência emocional conflitante depois que ele recebeu o prêmio. No primeiro ano foi tudo ótimo. Ele comprava casas em lugares diferentes, carros, roupas, etc. Parou de trabalhar, pois o dinheiro rendia na conta dele algo em torno de trinta mil reais POR DIA. A vida dele começou a ficar desregrada, ele acordava tarde todos os dias, sentia que não fazia nada de útil. Percebia que os familiares se aproximavam dele para pedir-lhe que comprasse algo. Depois de um ano ele pensava: "O que eu vou comprar hoje?" E se entediava, porque não tinha nada de novo para comprar. Ele entrou em depressão e depois de muita análise e autorreflexão reconheceu que ele não entendia nada sobre o que realmente era a felicidade. E começou a usar a própria história para dar palestras motivacionais em empresas e escolas. Foi quando esse jovem começou a sentir-se realmente feliz.

O problema não estava em ele ter ficado rico, mas sim na concepção que ele já trazia consigo do que era a felicidade.

A felicidade está dentro de nós, no equilíbrio entre aquilo que desejamos e conquistamos, e nos relacionamentos que desenvolvemos com as pessoas e com a gente mesmo.

Desejo que você não espere 2014 chegar para que se sinta feliz. Desejo que apesar do sonho de se formar, de casar, de passar no concurso, de montar seu próprio negócio, ou de ter um filho, você perceba que a felicidade está aí bem pertinho... dentro de você!

Porque o momento de ser FELIZ é AGORA!

Mileni Barros.









Nenhum comentário:

Postar um comentário