domingo, 5 de janeiro de 2014

Você é assertivo?




Todos os dias podemos identificar a importância  e a necessidade de aprendermos a ser assertivos. A assertividade é uma virtude para os nossos relacionamentos e a ausência dela pode causar atritos na maneira como nos comunicamos. A assertividade é sem dúvida um dos ingredientes primordiais à boa saúde das interações sociais.

Por exemplo: sabe aquela pessoa que não atende a ligação do amigo porque tem dificuldade em dizer que não está a fim de sair? Você já fez isso? Conhece alguém que faz? Então, esse é um exemplo de dificuldade em ser assertivo. Sabe aquela pessoa que diz sim, mas com vontade de dizer não? Sabe quando você não tem coragem para se posicionar do jeito que gostaria diante de um assunto? Conhece alguém que quando vai expressar sua opinião, parece ríspido, não se importando com a opinião alheia? Então, estes são breves exemplos que provam que precisamos exercitar a assertividade. Da expressão passiva ou ausente, à expressão agressiva e impositiva estamos diante de dois extremos. E com isso, citamos aqui pequenas suposições díspares do dia a dia para que você compreenda a importância de desenvolver a assertividade.

Você trabalha atendendo o público? Trabalha em banco, é atendente de loja, de padaria, vendedor? É médico, professor? Tem rede social, facebook? Em suma, você se relaciona com pessoas? Então, esse artigo é para você!




Mas o que é ser assertivo?
A assertividade é um atributo da nossa comunicação verbal. É uma habilidade social. Ser assertivo é saber expressar sua opinião (pensamentos ou sentimentos) de maneira aberta, sincera, mas sem causar no outro indignação, ira, ou constrangimento, ainda que ele não concorde com sua opinião.

A falta de assertividade pode trazer de pequenos a grandes mal entendidos.  Ser assertivo é essencial nos momentos em que precisamos fazer uma crítica, por exemplo. Não devemos falar de qualquer jeito o que não nos agrada no outro, ou o que ele fez de maneira inadequada. Precisamos escolher as palavras certas e o tom certo. Isso é ser assertivo!

 (Fonte: Google Imagens).

Comportamentos não assertivos:

1- Passividade/Submissão

A pessoa não emite sua opinião por temer a reação do outro, ou por achar que o interlocutor não o compreenderá. Ser passivo é a forma que o sujeito encontra de não ter que enfrentar maiores conflitos, então ele acaba cedendo, ainda que contra a sua vontade. 

É diferente de abrir mão da nossa vontade, ou opinião, por causa de um bem, ou interesse maior. É importante fazer essa diferenciação. Ainda assim, quando cedemos algo em virtude de um objetivo maior, podemos ser assertivos: "Não é a minha opinião, ou o que eu gostaria, mas vou fazer o que você está me pedindo porque entendo que não há prejuízos nisso e acho que pode dar bons resultados". Compreende a diferença?

2- Agressividade

A pessoa expressa suas opiniões sem pensar na forma como os outros estão reagindo a elas, não se importando se ele está sendo ríspido, áspero, se está ferindo os sentimentos de alguém, ou seja, sem se preocupar se o seu interlocutor está "gostando ou não" de sua opinião. Sua comunicação pode parecer ordens ou imposição, ainda que somente de ideias.

Uma outra forma similar ao agressivo, é aquele que não se expressa num tom propriamente "agressivo", ele até toma algum cuidado com o tom e a forma de dizer, mas não com o sentido em que as palavras serão recebidas pelo outro. É aquele que joga indiretas com "sutileza". Se torna algo agressivo porque o outro pode receber como "piadinha de mal gosto" ou "implicância". Jogar indiretas na comunicação não é assertividade.

Atenção:

Não devemos confundir assertividade com "super sinceridade". A sinceridade dita de forma dura e sem complementos pode transmitir um certo tom de hostilidade e frieza.

Vantagens de ser assertivo:
- Melhorar a qualidade de sua comunicação;
- evitar conflitos;
- conquistar o respeito e a credibilidade daqueles que se aproximam de você;
- convencer o outro sobre novas opiniões caso tenha bons argumentos, ou levar seu interlocutor a novas reflexões sobre o que se opina;
- profissionalmente: melhor liderança, melhores negociações, clientes satisfeitos, redução do estresse.
- bom clima organizacional, familiar e social, etc...

Como eu posso ser assertivo?
Primeiramente é preciso controlar o ímpeto de responder e se expressar de qualquer maneira, caso seja essa a característica da pessoa. Depois deve-se treinar as falas lembrando sempre ao interlocutor que o compreende. Procure evitar o uso de palavras de significado dúbio e negativo. PENSE antes de falar. Tenha coragem de falar o que pensa, o que pode e o que não pode fazer de forma sutil.

Lembre-se: assertividade é um treino. Treine todos os dias a sua maneira de se expressar verbalmente e, com o tempo, você se sentirá naturalmente mais assertivo.

Exemplos práticos de como ser assertivo:

_ Você poderia digitar esse artigo para mim hoje?
_ Desculpe-me, eu até gostaria, mas estou com pouco tempo hoje, por isso não vou poder. Você já tentou com "fulano"? Ele costuma fazer esse tipo de serviço!

Comentários: Olha que boa resposta! O pedido foi negado de forma sutil e agradável, pois o interlocutor deixou claro que gostaria de ajudar a pessoa e ainda deu uma sugestão de alguém que costuma fazer aquele tipo de trabalho. Todos saem ganhando e ninguém sai aborrecido. Bem melhor do que dizer "não posso", ou fazer insatisfeito por estar cheio de compromissos.

 * * *

_ Acho que bandido bom é bandido morto...
_ Eu entendo você. Afinal a marginalidade pode atingir nossas vidas. Nos sentimos inseguros nas ruas e muitas pessoas de boa conduta sofrem as consequências dos atos dos bandidos... Acho sim que as pessoas devem pagar pelos seus atos, mas na minha opinião, ainda acho que tem alguma maneira de promover a regeneração do ser humano. Talvez a nossa sociedade ainda não saiba fazer  isso muito bem, mas penso que são pessoas como nós, apenas com outra carga emocional e de vida... 

* * *

_ Sr. Fulano, eu tenho percebido que o senhor é um bom comunicador, está sempre alegre, é simpático com todos, e isso é muito bom para nossa empresa. Gostaria que continuasse assim. Mas o senhor tem esquecido de cumprir algumas tarefas que não podem ser esquecidas, pois afeta os serviços dos seus outros colegas de trabalho. O que o sr. sugere para que isso não mais aconteça? (...)

* * *

Procurei esboçar três breves exemplos de como ser assertivo com os assuntos em que as pessoas mais têm dificuldades: dizer não a alguma tarefa ou compromisso, manifestar uma opinião contrária em assuntos polêmicos e criticar alguém.

Existem bons livros que abordam a assertividade, assim como vários textos na internet. Vale a pena você se aprofundar mais a respeito e trazer mais essa habilidade para a sua vida.



Mileni Barros.




Nenhum comentário:

Postar um comentário