segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Pessoas que expressam gratidão são mais felizes






Os efeitos da gratidão não são apenas atribuições de cunho popular. Muitos estudos comprovam a eficácia e os benefícios em ser uma pessoa constantemente agradecida. Veja alguns:

- Sentir-se verdadeiramente grato faz bem à saúde.
- Pesquisa americana relaciona a gratidão com a felicidade.
- Pesquisa aponta três elementos chaves para gerar felicidade: manter relacionamentos significativos, viver sempre o presente e GRATIDÃO.
- Não é possível ser feliz sem se sentir grato.
- Expressar gratidão traz mudanças positivas para si.
- A gratidão facilita o bem estar e o fortalecimento das relações a curto prazo.
- Pesquisas com grupos testes mostraram que pessoas que PRATICAM a gratidão aparentam ser mais felizes e são mais apreciadas pelos outros.
- Sentir gratidão faz com que a pessoa se sinta estimada e valorizada.
- Pessoas que constantemente expressam gratidão  apresentam menos sintomas de doenças e se sentem melhor emocionalmente.

É possível identificar um ponto em comum em todos os estudos pesquisados. Eles são unânimes ao relacionarem a gratidão com a felicidade.




1- Entendendo a gratidão

Gratidão não é apenas um sentimento. Ela é um RECONHECIMENTO CONSCIENTE de que recebemos algo de alguém que nos presenteou. Podemos também reconhecer gratidão nas circunstâncias e no universo espiritual, ou seja, nas dádivas vindas de Deus.

Se não há o reconhecimento também não há gratidão, porque nós só sentimos a gratidão se antes a reconhecermos nas situações de nossas vidas.

Para sentir gratidão são necessárias três condições:  
A- Reconhecimento
                                                                                   
B- Aceitação
                                                                                   
C- Apreciação

2- O que impede uma pessoa de sentir gratidão?

Mágoas, decepções, pensamentos de ordem negativa,  falta de satisfação com o passado e falta de otimismo para com o futuro. Autovitimização, pois quando a pessoa tem tendência a se fazer de vítima ela contribui para o erro cognitivo de que o "mundo colabora para a sua infelicidade".

Murmuração e excesso de crítica também impedem a expressão da gratidão.


3- Como exercitar a gratidão?

- Recorde-se com frequência das coisas boas que já aconteceram em sua vida, dos sucessos, das conquistas alcançadas, do apreço que recebe daqueles que gostam de você.

- Pratique a gratidão diariamente valorizando os atos daqueles que o fizeram bem, ou simplesmente te proporcionaram alguma sensação de bem estar.

- No final do dia pare para refletir e fazer um registro mental das coisas que você aprendeu com as variadas situações que vivenciou, lembrando-se das coisas que aconteceram e que de alguma forma contribuíram para trazer aprendizado e aprimoramento na sua vida. Sinta-se grato pelo dom da vida, pelo seu corpo, por sua capacidade de raciocínio, pelo seu emprego, por seus olhos que podem contemplar o azul do céu e as cores das coisas, etc. Agradeça também os desafios que exigem mais habilidade, que mostram nossa força e nossa capacidade de superação, trazendo-nos também crescimento pessoal.

- Responda para si mesmo: o que eu recebi hoje? E o que eu ofereci hoje?


É possível ser grato em todos os momentos da vida, inclusive, nos momentos de dificuldades, lutas e adversidades.

A prática da gratidão deve ser um exercício diário, senão corremos o risco de esquecer os presentes que recebemos todos os dias da vida.


Mileni Barros










Nenhum comentário:

Postar um comentário