sexta-feira, 1 de maio de 2015

O poder da mente positiva


  
Escrito por Mileni Barros
Psicóloga & Coach
Hipnose Terapêutica
Muito se tem falado sobre a força dos pensamentos positivos.  O conhecimento sobre o poder da mente tem trazido informações imprescindíveis que contribuem com a expansão da qualidade de vida sob todos os aspectos. Entretanto, por falta de conhecimento, ou pouco aprofundamento no assunto, alguns temas ficam com sua relevância fragilizada, pois as pessoas não exploram determinados conteúdos. Um deles é o pensamento positivo. Isso faz com que não entendamos bem por que nossas ideias positivas às vezes não funcionam e o que devemos fazer para que elas se tornem efetivas em nossa mente.

Quando ouvimos falar em "pensar positivamente", imaginamos que basta mentalizar algumas frases como uma espécie de mantra e dizer repetidamente uma frase de efeito positivo para si mesmo até que as coisas possam acontecer como citamos. Por exemplo, quando estamos numa situação de extremo desafio e medo e começamos a dizer para nós mesmos: "vai dar tudo certo, vai dar tudo certo, vai dar tudo certo". Não é incomum vir a frustração quando nos damos conta de que não deu "tudo certo" e desta forma achamos que nossos pensamentos positivos não funcionam. Consequentemente, desistimos de ter ideias positivas e nos enganamos ao considerar que pensar positivamente pode não ser algo "tão poderoso" assim. 

A designação "pensamento positivo", infelizmente, é um conceito que caiu no entendimento popular "daquilo que dizem que é bom, mas eu não consigo fazer funcionar".  Com esse artigo, pretendo fazer com que o leitor entenda alguns mecanismos que podem acontecer e estejam impedindo o sucesso pleno de sua mente positiva. Em princípio já posso adiantar: se seus pensamentos positivos não surtem efeito é por que você está fazendo isso equivocadamente. Obviamente, sem a intenção de errar.

Primeiro argumento:

Dificilmente um pensamento é isolado, ou seja, geralmente ele vem acompanhado de emoções e comportamentos. Eis o segredo. Toda atitude é formada por pensamentos e crenças, emoções e comportamentos. Para que haja mudança na nossa forma de agir, é preciso que nossos pensamentos e emoções estejam de acordo entre si. Eles precisam ter congruência, concordância, isto é, o que você pensa precisa estar de acordo com o que você sente e faz. Esse é o princípio para mudar hábitos e fazer as coisas realmente funcionarem na nossa vida. 

Exemplificando: no caso de uma pessoa que deseja praticar atividade física regularmente.
Pensamento: "Preciso fazer exercício físico, pois estou percebendo necessidade de melhorar meu corpo".
Emoção: Desprazer com atividade física. "Acho que tem coisas mais importantes para fazer".
Comportamento: Não consegue se manter na prática de atividade física.
Observe que pensamento e emoção estão incongruentes, ou seja, em desacordo. A pessoa pensa uma coisa, mas SENTE diferente do que pensa. Consequentemente, encontrará dificuldades em realizar e manter o que pensa. Lembrando que o componente da emoção, pode estar num nível inconsciente e, portanto, menos óbvio de ser analisado.

O mesmo acontece com os pensamentos positivos.
Pensamento: "Vai dar tudo certo, eu vou conseguir..."
Emoção: Medo, insegurança, ansiedade elevada. Crença: "já deu errado uma vez, vai dar errado de novo".
Comportamento: inseguro, oscilando entre o pensamento racional de que "vai dar tudo certo" e o medo intenso de que pode falhar. O resultado final será uma atitude pouco convicta e menos firme. Talvez o "tudo certo" não aconteça por que a pessoa acreditou apenas em "uma parte" de que ocorreria tudo bem e não o "tudo" como havia mentalizado racionalmente. Ou seja, para os nossos pensamentos positivos funcionarem a gente precisa CONFIAR neles, isto é, senti-los da mesma maneira que pensamos e passar a emitir esse comportamento. 

Segundo argumento:

Como dito anteriormente, é preciso confiar nos pensamentos positivos que emitimos. Ainda que você não expresse o que pensa, é importante acreditar que a partir daquele momento em diante, os pensamentos que você emitir irão surtir efeito. A maioria das pessoas não acredita nas coisas boas que pensa. Existe muito mais carga emotiva envolvida no pensamento negativo do que no positivo. Isso faz com que a razão positiva não funcione da maneira esperada.

Terceiro argumento:

Todo pensamento é carregado de emoção e crença. Aquilo que você sentir e acreditar em relação aos seus pensamentos, será o que acontecerá. Se sentir coisas boas sobre o que pensa, terá resultados positivos. Se sentir emoções ruins sobre o que pensa, terá resultados negativos. 

As emoções funcionam como um campo energético que atrai aquilo que emitimos. Se estamos num campo de energia positiva (emoções funcionais) atrairemos resultados positivos. Se, ao contrário, estamos em um campo de energia negativa (emoções nocivas) atrairemos resultados negativos.

Quarto argumento:

Se você deseja que suas ideias positivas funcionem, alie seus pensamentos às emoções saudáveis relativas a essa ideia e experimente, então, o PODER da Mente Positiva. 

Ideia positiva + Emoção favorável = Poder de Ação dos Pensamentos Positivos

Quinto argumento:

Você só vai ter resultados positivos se INICIALMENTE pensar positivamente mesmo que suas emoções AINDA não estejam congruentes com seus pensamentos. Ou seja, mesmo que não esteja surtindo o devido efeito, persevere pensando positivamente. O primeiro passo se dá pela via da cognição, ou seja, através do pensamento. Se em seguida você observar que os resultados estão falhos, analise suas emoções em relação a esse pensamento: você realmente acredita no que pensa? O que sente em relação a esse pensamento? Identificadas as emoções comece a colocá-las em acordo com os pensamentos dando um novo sentido e uma nova interpretação a elas.

Sexto argumento:

Nossos pensamentos não interferem no livre-arbítrio do outro. Por exemplo: não adianta apenas mentalizar e pensar positivamente que você vai namorar (ou casar) com uma determinada pessoa se ela não quiser o mesmo, pois trata-se de uma situação mais complexa. Tudo no ser humano e no Universo respeita o princípio da integridade. É o que é bom para você e para os outros sob a liberdade de escolha de todos. Contudo, se a pessoa desejar forte e alinhar suas ações e pensamentos em prol de um ideal, as chances dela realizar o que pensa se elevam.


Sétimo argumento:

Todo bom resultado e efeito de sucesso foi conquistado através da AÇÃO. No início do artigo cito três componentes da atitude: pensamento, emoção e comportamento. Este último se refere à ação. Nosso comportamento diz respeito a maneira como agimos em relação ao que pensamos e sentimos, mesmo que momentaneamente. Portanto, para cada pensamento positivo estabeleça uma AÇÃO voltada para resultados efetivos. Frequentemente emitimos muitos comportamentos sem pensar, muitas vezes baseados na forma como sentimos e na força de nossos ganhos secundários e crenças limitantes. Quando nos tornamos CONSCIENTES e RESPONSÁVEIS por aquilo que fazemos, entendemos os sistemas psicológicos que nos levam à ação.

Pensar positivo é um mecanismo simples, mas fazer funcionar requer confiar no que pensamos e agir de acordo com os elementos que o compõe, livres de limitações cognitivas e crenças sabotadoras. O sucesso se torna consequência garantida. 

Bons pensamentos e energia positiva sempre.

Mileni Barros
Psicóloga







2 comentários:

  1. Mileni,
    muito bom esse texto. Realmente, me ajudou muito e agora entendo por que muitas vezes meus pensamentos positivos pareciam não funcionar.
    Obrigado por contribuir com seu conhecimento. O conteúdo do seu blog está com um nível muito bom.
    Sucesso sempre.
    Rodrigo Limeira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rodrigo!
      Você está sempre nos visitando. Agradeço suas visitas e comentários.
      Estou trabalhando para melhorar o Blog cada vez mais.
      Volte sempreee! Grande bjo.
      Mileni

      Excluir