quarta-feira, 11 de maio de 2016

Oito passos para evitar a procrastinação e ser mais produtivo




Escrito por Mileni Barros
Psicóloga & Coach
Hipnose Terapêutica

Procrastinar é o mesmo que postergar, ou seja, adiar tarefas e compromissos. É o famoso "depois eu faço". Em tempos de muitas funções a serem exercidas, como por exemplo, ser bom profissional, ser um bom pai ou uma boa mãe, estar sempre esbelto, fazer cursos, socializar com os amigos, manter a casa e outros objetivos, as pessoas vão ficando cada vez mais sobrecarregadas de compromissos a serem realizados, ampliando as chances de adiarem algumas destas tarefas, deixando-as para depois. Manter o foco, a disposição e se comprometer com a ação são posturas fundamentais para que os nossos compromissos sejam realmente efetivados.

O hábito de cumprir tarefas se tornará uma realidade positiva ao seguir os passos abaixo.

1º Passo: Tenha claramente em mente quais são os seus compromissos a serem realizados. Geralmente, nos lembramos das tarefas diárias, mas nos esquecemos daquelas que são incomuns ou esporádicas. Portanto, tenha clareza de todas as suas atividades a serem cumpridas e o momento em que pretende realizar cada uma delas. Se for preciso anote-as na agenda, ou no bloco de notas do celular.

2º Passo: Elimine as distrações. As pessoas geralmente sabem o que as distraem com mais frequência. É importante ter o momento certo para o lazer, pois será este o momento para o entretenimento e ócio. Entretanto, até que os compromissos estejam realizados, elimine redes sociais, distrações com aplicativos em celular, pensamentos inapropriados, conversas fora de hora e outros. Volte-se a todo momento para seu foco e se empenhe em realizá-lo.

3º Passo: Não espere o momento perfeito para realizar sua tarefa. As condições ideais são criadas de acordo com a ação e necessidade, ou seja, o momento perfeito é quando você pega e faz.

4º Passo: Dê a si mesmo prazos específicos para realizar seus compromissos. 
Por exemplo: Realizar o compromisso "x" no prazo de até dois dias. 
Importante: Não estipule prazos finais em cima da hora, isto é, se o prazo para entregar um trabalho é até quinta-feira, se permita cumpri-lo até o dia anterior, pois assim você terá mais chances de solucionar qualquer imprevisto no percurso. 

5º Passo: Divida seus compromissos em períodos menores, ou seja, tarefas na parte da tarde, da manhã, ou da noite. Desta forma fica mais fácil para sua mente classificar a necessidade, urgência e prazos de cada compromisso.

6º Passo: Não seja multitarefa. Impor-se muitos compromissos pode ser desgastante, induzindo-o à procrastinação e consequentemente levando-o à frustração. Portanto, estipule objetivos dentro de prazos reais.

7º Passo: Quando não estiver conseguindo se motivar, mentalize o que você ganha ao cumprir seus compromissos.
Exemplo: "Ganho sensação de dever cumprido; vou ter mais horas livres depois; menos um compromisso pendente; não terei cobranças; vou me sentir mais autoconfiante e capaz; não me sentirei frustrado; me sentirei realizado", etc.
Se ainda assim você estiver adiando algumas tarefas, reveja os passos anteriores sugeridos neste artigo, pois provavelmente, alguns deles não estão sendo efetuados.

8º Passo: Dê um prêmio a si mesmo ao concluir a tarefa. Pode ser uma recompensa através de palavras de afirmação, ou, através de momentos de lazer, entretenimento, diversão e folga. Afinal, você merece!


Mileni Barros
Psicóloga





Leia também:



Nenhum comentário:

Postar um comentário