sexta-feira, 26 de janeiro de 2018

Como recuperar o controle emocional diante de situações desafiadoras



 
Escrito por Mileni Barros
Psicóloga & Coach
Hipnose Terapêutica


Nem sempre conseguimos manter o controle emocional o tempo todo porque algumas situações possuem um componente emotivo mais intenso, podendo causar tristeza, abatimento e irritação. A forma ideal para ter equilíbrio emocional nos momentos desafiadores e que tendem ao desequilíbrio, é exercitando a estabilidade emocional ao longo de um dia comum, mesmo fora das situações de estresse e de oscilações emocionais.  Ao treinar a nossa estabilidade emocional de forma contínua conseguimos retornar a esse estado de equilíbrio quando as coisas fugirem do nosso controle emocional. 


Quando a gente está diante de um sofrimento ou conflito emocional, a primeira coisa que a gente precisa fazer é ficar consciente das dificuldades que estamos passando. Isso quer dizer estar consciente de si mesmo, ou seja, do que está por trás do que você está sentindo e fazendo. E não simplesmente “saber que estou passando por um problema”.


Então, organize seus pensamentos e responda atentamente: - Qual é a minha real dificuldade diante desse problema? Se tiverem mais pessoas envolvidas, procure pensar naquilo que é desafiador apenas para você e evite responsabilizar terceiros pelas suas emoções.

Responda também: 
- Eu estou com dificuldade de aceitar o que aconteceu? 
- Sinto necessidade de falar algo que não consegui falar? 
-Estou me sentindo envergonhado, injustiçado ou desamparado? 
- Quais decisões eu posso tomar para solucionar meus sentimentos
- Preciso ter uma comunicação mais clara? 
Se faça outras perguntas também pra você identificar qual é a sua real dificuldade em lidar com a situação que tirou o seu controle emocional. 



Simultaneamente, procure perceber se você está tendo uma mentalidade de vitimismo sem ter a intenção. Quando a pessoa se posiciona no lugar de vítima passando a enxergar a situação sob a ótica de quem não tem autonomia, o caminho para o equilíbrio emocional fica bloqueado, pois a mentalidade de vítima impede as pessoas de recuperarem seu controle emocional.
 

E como descobrir se estou me colocando no lugar de vitima? Responda para si mesmo: 
- Você acha que já fez de tudo e que não há mais o que possa fazer? 
- Você acha que coisas ruins só acontecem na sua vida por causa dos outros?   
- Você acha que essa situação de conflito e sofrimento não dependem de você? Ou ainda, acha que você não tem responsabilidade por se sentir dessa forma? 
- Acha que é preciso que algo aconteça para você recuperar o controle emocional? 
A pessoa que responder sim a alguma dessas perguntas, precisa considerar a possibilidade de estar observando a situação sob a ótica do vitimismo sem ter a intenção consciente. Muitas vezes a gente vai precisar da ajuda de outras pessoas, mas elas serão apenas um auxílio, ou suporte, pois os esforços serão efetivamente demandados de nós. 


Então, relembrando as duas primeiras coisas a serem feitas pra recuperar o controle emocional: identificar quais são suas dificuldades em lidar com a situação e abrir mão do lugar de vitima pra você se reconhecer como responsável pela atitude que vai mudar essa situação.


Após essas autorreflexões,  é hora de organizar o que precisa ser feito pra trazer o autocontrole pra sua vida.

O que você gosta de fazer, mas deixou de praticar depois que começou a passar por esse problema ou conflito? Resgate os seus bons hábitos perdidos e as atitudes prazerosas que ficaram de lado durante a situação de estresse. 


Tenha em mente outras práticas que devem ser adotadas quando a gente precisa recuperar o controle emocional, como: se perdoar, ou perdoar alguém; compreender e se desfazer do sentimento de culpa; fazer exercícios de relaxamento mental todos os dias; mentalizar seus sonhos e objetivos a serem realizados; exercite falar em tom moderado e calmo com as pessoas. 


Procure não ter pressa para resolver algumas situações. Não permita que o conflito o consuma. Procure um amigo, ou pessoa neutra de sua confiança para conversar sobre o que o incomoda. 


Essas práticas contínuas mudam as conexões neurais da nossa mente. Toda mudança emocional e comportamental se dão a partir de um processo de construção. Então, comece a construir o controle emocional para sua vida com determinação, que o resultado virá em seguida. 


Mesmo diante de situações em que parece que não temos escolha, sempre temos a escolha de decidir como vamos nos sentir. Ou o sentimento ruim nos domina, ou a gente administra ele. Escolha a segunda opção.




Mileni Barros
Psicóloga

Nenhum comentário:

Postar um comentário